No Rio, blocos arrastam multidões em blocos de fim de carnaval – Agência Estado


Rio de Janeiro – Instrumentos de sopro e figurino circense, com integrantes em pernas de pau e fantasias caprichadas. A Orquestra Voadora voltou a alegrar a zona sul do Rio na tarde desta terça-feira, 28, em um desfile que atraiu 120 mil pessoas ao Aterro do Flamengo. O grupo criado em 2008 inovou o carnaval carioca ao adicionar a fanfarra à festa e misturar ritmos como rock, funk, pop e jazz com o frevo, samba e maracatu.

Outros blocos também atraíram milhares de pessoas. O Bloco da Gold desfilou com 150 mil foliões pelas ruas da Barra da Tijuca. Já o Vagalume o Verde atraiu 50 mil pessoas em seu desfile pelo bairro do Jardim Botânico. Outro bloco na zona sul que levou um grande número de seguidores foi o Vagalume O Verde com 50 mil pessoas em seu cortejo pelo Jardim Botânico. Uma multidão acompanhou a Banda de Ipanema pelo bairro.

Neste último dia de carnaval de rua no Rio de Janeiro, a folia prosseguiu em mais de 80 blocos espalhados pela cidade. A festa começou cedo, às 8h da manhã desta terça-feira, 28, no bairro de Santa Teresa, na região central, onde desfilou pela segunda vez o tradicional Carmelitas. No Aterro do Flamengo, na zona sul, a Orquestra Voadora anima o carnaval desde as 16h. Mesmo horário em que a Banda de Ipanema, também na zona sul, faz o seu terceiro desfile oficial deste ano.

No segundo dia de folia no Carmelitas – o primeiro acontece sempre na sexta-feira que antecede o carnaval – a freira que fugiu para aproveitar os quatro dias de folia retorna ao convento que dá nome ao bloco, segundo a lenda criada pelos seus organizadores. Neste ano, um ato político, sob gritos de “Fora Temer”, marcou o fim do desfile.



Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *