Olinda: gestão Lupércio identifica R$ 20 milhões em restos a pagar


Lupércio do Nascimento informou que R$ 20 milhões é o saldo, até o momento, das despesas que a gestão Renildo Calheiros deixou para o atual governo

Lupércio do Nascimento diz que encontrou, até agora, R$ 20 milhões em restos a pagar em Olinda

A apresentação da situação fiscal de Olinda, que seria feita até a primeira semana de fevereiro, ficou para o final do mês. Técnicos da prefeitura ainda estão analisando os relatórios obtidos durante a transição com a gestão Renildo Calheiros (PCdoB), mas já se sabe que devem vir muitas reclamações pela frente. 

“Pelo que foi visto até agora já deu para perceber que tem um rombo de R$ 20 milhões”, declarou Lupércio do Nascimento (SD), após receber moradores da cidade em seu gabinete e despachar com a secretária da Fazenda de Olinda, Janaína Cardoso, e com o vice-prefeito Márcio Botelho (SD).

A secretária da Fazenda foi mais comedida. Ainda assim, reforçou que a situação não é das melhores a exemplo de outras cidades. “Não é um rombo. São restos a pagar, isto é, despesas que ficaram do ano passado  para serem pagas este ano nas diversas áreas. Esse limite (de R$ 20 milhões, citado pelo prefeito) não está incluindo Educação e Saúde”, explicou. Dessa forma, ao se analisar essas duas áreas, o valor de restos a pagar deve ser muito maior.

Em janeiro, uma fonte da prefeitura de Olinda informou que era grande a probalidade da situação financeira da cidade ser semelhante a de Jaboatão. Ao assumir a cidade este ano, o prefeito Anderson Ferreira (PR) declarou que encontrou um rombo de R$ 84 milhões no caixa da prefeitura e foi rebatido por Elias Gomes (PSDB), seu antecessor.

OUTROS CASOS

O prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Lula Cabral (PSB), e a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), também disseram ter encontrado problemas nas finanças dos municípios. 

De acordo com Lupércio e com a secretária municipal da Fazenda, até o próximo dia 28 os dados sobre as contas de Olinda serão abertos para a população. 

Até lá, a maior preocupação do prefeito e do seu primeiro escalão  é com a organização do Carnaval de Olinda. A festa é vista como o primeiro grande desafio da nova gestão. 



Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *