Trump acusa mídia de subnoticiar atentados


Presidente volta a atacar imprensa e afirma que ela deu pouca atenção a ataques como o de Paris e Nice, ambos largamente noticiados. Casa Branca compila lista de 78 atentados para embasar acusação.O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a atacar a mídia nesta segunda-feira (06/02), acusando-a de dar pouca atenção a alguns ataques perpetrados por “terroristas islâmicos radicais”.

“O ‘Estado Islâmico’ (EI) está envolvido numa campanha de genocídio, cometendo atrocidades mundo afora. Terroristas islâmicos radicais estão determinados a atacar nosso país”, disse Trump, em visita ao Comando Central dos EUA em Tampa, na Flórida.

“Vocês viram o que aconteceu em Paris e Nice. Está acontecendo em toda a Europa. Chegou a um ponto que nem mesmo é noticiado”, afirmou o magnata, sem fornecer provas. “Em muitos casos, a imprensa muito, muito desonesta não quer abordar o assunto. Eles têm as suas razões.”

Após as declarações do presidente, a Casa Branca divulgou uma lista de 78 ataques terroristas supostamente subnoticiados. O documento, ao qual veículos como Washington Post e The Guardian tiveram acesso, inclui a cidade, o mês, o ano, o alvo e o autor dos ataques, perpetrados entre setembro de 2014 e dezembro de 2016.

Além do ataque executado com um caminhão numa feira natalina em Berlim, em dezembro de 2016, a lista inclui o atentado com um caminhão em Nice, na França, em julho passado; o ataque a uma boate gay em Orlando, em junho; e os ataques de novembro de 2015 em Paris, entre outros atentados que foram largamente noticiados pela mídia internacional.

Segundo o Washington Post, na sequência das afirmações de Trump, o porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, disse que o presidente acredita que os atentados são “subnoticiados”, e não ignorados completamente pela mídia.

LPF/afp/dpa/lusa



Deutsche Welle


Deutsche Welle



Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *